Somos todos iguais perante a justiça? Alguns GCM da cidade de São Paulo não pensa assim

In Notícias

Ontem, dia 04 de maio de 2017, Alguns Guardas Civis Metropolitanos (GCM) da cidade de São Paulo abordou um rapaz, morador de rua, que pelo vídeo notasse ser uma pessoa muito humilde. Segundo Os guardas, a ação se devia por causa do morador de rua não ter a nota fiscal do “carrinho de supermercado”. Isso pode ser discutível, mas qual o motivo de apreenderem além do carrinho de supermercado ter apreendido também os demais pertences do cidadão?

Ontem fez 16ºC em São Paulo, e esse morador de rua, por mais que tenha implorado para não levar seus pertences, teve que se virar para passar a noite.

Qual é o poder que um guarda municipal tem? Ele pode apreender objetos particulares inclusive utilizados para a sobrevivência de uma pessoa sem um motivo plausível? Tudo bem, o carrinho de supermercado é algo suspeito, mas e os demais pertences, será que os guardas também queria a nota fiscal? Será que os GCMs também estavam com a nota fiscal de seus próprios objetos como celulares, carteira, roupas, óculos, etc? Sei que é uma comparação esdruxula, mas a final, qual o motivo de apreenderem os objetos pessoais de uma pessoa?

Segundo testemunhas, os guardas liberaram o morador de rua, sem seus pertences. Cabe a corregedoria da GCM investigar e aplicar a lei, caso os GCMs tenham apreendido os pertences particulares do cidadão sem um motivo plausível e amparado pela lei, o fato pode se tratar de roubo, pois foi utilizado força para obter os pertences de outro.

Segundo uma nota a imprensa publicada pelo Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo, disponibilizada no dia 15/06/2016 que pode ser conferida clicando aqui,  o Sindicato diz que estão indignados com as matérias veiculadas pela mídia, onde os GCM são acusados de apreender os objetos dos moradores, em nota eles informam que apenas objetos largados na via pública são recolhidos, segue trecho da nota:

Nesta ação, os agentes da Prefeitura recolhem objetos deixados na via e passeio público pelos moradores de rua. É importante ressaltar que somente são recolhidos os objetos abandonados por estes munícipes.

Sabemos que esse pode ser um dos vários fatos isolados que estão acontecendo cada vez mais ultimamente, temos a convicção que em sua grande maioria a GCM presta um ótimo serviço e possui ótimos profissionais, mas o que fica claro no vídeo é que de fato objetos pessoais como por exemplo os cobertores dos moradores de ruas estão sendo apreendidos.

Atualização em 04/05/2017 às 9:36hs

 

O prefeito da cidade de São Paulo João Doria, fez um pronunciamento que veio de forma rápida, o mesmo foi disponibilizado em vídeo na página do Facebook do prefeito. Doria reconheceu o erro dos agentes da GCM e pediu a investigação e as devidas penalidades para os mesmos.

Segundo informações o morador de rua alem de ter seus pertences recolhidos, também teve seu punho quebrado, o mesmo iria começar em breve em um novo emprego. Corregedoria da GCM diz que guarda ‘diretamente’ envolvido será afastado ‘preliminar e temporariamente’.

Atualização em 05/05/2017 às 7:21hs

O prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, visita o morador de rua agredido Samir e sua esposa, e oferece uma nova oportunidade para o mesmo.

You may also read!

Jovair Arantes PTB / GO

Cota parlamentar suspeita de Jovair Arantes PTB/GO

Cota parlamentar suspeita de Jovair Arantes PTB/GO. A cota parlamentar existe para ressarcir parlamentares de alguns gastos realizados no ato de seu mandato.

Read More...
Michel Temer

Áudio de Joesley e Temer não foi editado, conclui perícia da PF

Áudio de Joesley Batista da JBS e Temer não foi editado, conclui perícia da PF

Read More...
Presidente Michel Temer

Investigação da PF conclui que houve corrupção em caso de Temer e Loures

Relatorio parcial da PF entregue ao STF hoje (19) referente à investigação sobre o presidente Michel Temer e seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures conclui que houve a prática de corrupção passiva.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu