Áudio de Joesley e Temer não foi editado, conclui perícia da PF

In Notícias
Michel Temer

A perícia feita pelo INC (Instituto Nacional de Criminalística), órgão ligado à Polícia Federal, no áudio da conversa entre o presidente Michel Temer (PMDB) e o empresário Joesley Batista, da JBS, concluiu que não houve interrupções ou edições na gravação.  A PF (Polícia Federal) informou que não divulgará o resultado nem se manifestará sobre o conteúdo do laudo.

A confirmação de que não houve interferências no áudio vai contra parte da argumentação da defesa de Temer, que tem como base a discussão sobre a integralidade do arquivo. Para os advogados do presidente, a gravação apresentaria trechos inaudíveis e também diversas interrupções, que poderiam ser por falhas do gravador ou mesmo por edição.

Integralidade da gravação

O presidente Temer tem afirmado que não cometeu irregularidades e classificou como “fraudulenta” a gravação apresentada por Joesley. Ricardo Molina, perito contratado pela defesa de Temer, contestou as condições técnicas do áudio, dizendo que a gravação não poderia ser qualificada como prova em um processo por apresentar descontinuidades. Ele chegou a afirmar, com convicção, que o áudio passou por um processo de edição

You may also read!

Rede Record

Áudio da PF flagra diretor de jornalismo da Record negociando verba do governo

Vice-presidente de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro teria negociado com o senador afastado Aécio Neves, do PSDB, uma entrevista com o presidente Michel Temer em troca de patrocínio da Caixa Econômica Federal à programação da emissora

Read More...
joesley Batista JBS

Justiça determina bloqueio de R$ 800 milhões das contas de Joesley

Ação popular acusa dono da J&F de usar informação privilegiada para comprar cerca de US$ 1 bilhão às vésperas da divulgação da gravação do diálogo com Temer.

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu